10
Mar 17

Léxico: «trans»

É inevitável

 

      «Neste momento, todos os produtores são obrigados a indicar a quantidade de gordura trans do produto nas embalagens» (Comer para Viver, Joel Fuhrman. Tradução de Ana Pedroso de Lima. Alfragide: Lua de Papel, 2013, p. 172).

      Mais tarde ou mais cedo, os dicionaristas têm de fazer alguma coisa em relação a este trans. Veja-se a Infopédia: não o encontramos em nenhum dicionário. A acepção, como palavra plena, vem-nos do inglês (do latim, pelo inglês), decerto, mas temos de pensar que é vocábulo usado já com muita frequência também em português; aliás, serve para vários referentes. E não o grafo em itálico,­ como faz aqui a tradutora, ou, mais provavelmente, o revisor.

 

[Texto 7550]

Helder Guégués às 21:42 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «quadrante»

Vamos fazer melhores dicionários

 

      «Segundo a especialista do IPMA, para hoje prevê-se céu pouco nublado ou limpo, aumentando de nebulosidade no final do dia e vento em geral fraco do quadrante oeste, rodando gradualmente para o quadrante norte» («Regresso da chuva e descida de temperaturas», Lusa/TSF, 10.03.2017, 10h43).

      Não vejo no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, nem noutros dicionários, esta acepção específica. Sim, registam que é a quarta parte de um círculo, que é um arco de 90º, mas sobre a rosa-dos-ventos, nada. Não dizem que cada quadrante corresponde a 90º: o norte está a 0º, o leste a 90º, o sul a 180º e o oeste a 270º.

 

[Texto 7549]

Helder Guégués às 20:53 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «furgão»

A melhor homenagem

 

    «Foi há 70 anos que Ben Pon esteve de visita às instalações da Volkswagen em Volfsburgo, onde encontrou um singular veículo designado PlattenWagen. Este automóvel serviu posteriormente de inspiração para o esboço que deu origem àquele que é, provavelmente, o mais famoso furgão do planeta, a VW Transporter. Também conhecida como ‘Pão de Forma’ pelas suas formas peculiares, o momento de criação deste modelo foi agora celebrado no Salão de Genebra, com o surgimento de uma edição celebrativa dos 70 anos que prestar homenagem à versão original» («VW homenageia os 70 anos da ‘Pão de Forma’», Nuno Fatela/Turbo, Motor 24, 10.03.2017).

    Como acontece com quase todos os dicionários, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista que furgão é o «automóvel coberto para transporte de mercadorias». Não apenas não é um automóvel (só se estiver, ambiguamente, por «veículo automóvel»), como os furgões não transportam apenas mercadorias.

 

[Texto 7548]

Helder Guégués às 18:43 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «peixe-zebra»

Não merecia

 

      «Na sua investigação, publicada na revista especializada Stem Cell Reports, os biólogos identificaram um sinal cerebral como o que desencadeia o processo de autorregeneração da retina no peixe-zebra [Danio rerio]» («Olhos dos peixes ajudam oftalmologia», Lusa/TSF, 10.03.2017, 00h46).

      É muito mais importante do que o peixe-cabra, ou o peixe-cão, ou o peixe-cavalo, ou o peixe-aranha, ou o peixe-galo, ou o peixe-gato, ou... por aí fora, todos instalados na reserva natural do Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, e ele, o peixe-zebra (zebrafish, para a legião de anglófonos que nos segue), que provavelmente está em todos os biotérios (vá, consultem o dicionário), por servir de modelo no estudo de doenças humanas, ficou de fora. Ajudem-no, por favor.

 

[Texto 7547]

Helder Guégués às 10:29 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
10
Mar 17

Uma mesa muito especial

Erros por todo o lado

 

      Loja de luxo. Na montra, várias peças de mobiliário, entre as quais uma mesinha minúscula muito bonita. Num cartãozinho, também de luxo, este miserável erro: «Mesa com gaveta e pernas espraiadas com aplicações cinzeladas em bronze dourado.» A única coisa espraiadíssima era o preço, de muitas centenas de euros. O que eu vi é que as pernas eram espiraladas e com aplicações cinzeladas de bronze dourado.

 

[Texto 7546]

Helder Guégués às 09:53 | comentar | favorito
Etiquetas: ,