09
Abr 17

Léxico: «travão-motor»

Outra esquecida

 

      «Ponto morto: Ao contrário do que seria de supor, andar com um veículo em ponto morto não poupa combustível. Nos carros modernos, com sistemas de injeção eletrónica, é enviado ainda mais combustível para a mistura quando deteta uma diminuição das rotações (afinal, o veículo passa para um regime de ralenti). No ‘entendimento’ do sistema de gestão eletrónica do veículo, é entendido como um sinal de que o motor está a desligar-se, pelo que tenta contrapor com mais combustível. Além disso, sem ter o auxílio do travão-motor em descidas, vai estar a desgastar ainda mais os travões quando os acionar» («Poupe combustível: Não siga estes mitos!», Motor 24, 9.04.2017, 13h18).

    Então e em que dicionário está travão-motor, este conceito tão importante, até no caso de automóveis com caixa de velocidades automática?

 

[Texto 7695]

Helder Guégués às 22:25 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «gasada»

Não siga esta gente

 

      «Uma ‘gazada’ antes de desligar o motor: Há quem advogue que é importante dar uma última aceleradela antes de desligar o carro. Errado! Os carros modernos entendem isso como uma forma de injetar mais combustível na mistura de combustão, além de que o combustível não utilizado fica por ‘queimar’ no interior dos cilindros» («Poupe combustível: Não siga estes mitos!», Motor 24, 9.04.2017, 13h18).

      Não está nos dicionários, mas anda na boca e na escrita de alguns. Mas, ai estes jornalistas!, é gasada que se escreve, pois vem de gás. Há muito que se deixou de escrever gaz. Agora só ignorantes e doidos é que escrevem gaz, annos, interêsse, photographia e outras que tais. Talvez queiram demonstrar, estes últimos, qualquer coisa, mas não se percebe o quê.

 

[Texto 7694]

Helder Guégués às 17:34 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
09
Abr 17

Como se fala no futebol

Assim se educam as massas

 

  Desde ontem que ando a ouvir, incrédulo, Petit, técnico do Moreirense, nos noticiários da Antena 1 dizer isto: «Por isso, expectitamos um jogo extremamente difícil, mas que vamos trabalhar, lutar, pelos três pontos.» Pilriteiro que dás pilritos, etc. Mas os jornalistas é que não têm vergonha em deixar passar erro tão grosseiro, no que mostram falta de discernimento.

 

[Texto 7693]

Helder Guégués às 10:31 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,