02
Mai 17

Tradução: «[die] Kehre»

Maior que Nietzsche

 

   Há por aí algum especialista em Heidegger? Ao referir-se à transformação de «ser e tempo» em «tempo e ser», o filósofo de Friburgo usa aquela palavra, die Kehre. Primeiro pensei em «viragem», mas não será antes «mudança», quando não até «reviravolta»? (E como é que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista nietzschiano e ignora heideggeriano? Não gostam do bigode do homem, querem ver?)

 

[Texto 7777]

Helder Guégués às 23:42 | comentar | ver comentários (4) | favorito

Léxico: «contrabrecagem»

Falem com um motociclista

 

      O bom de tudo isto é que é inesgotável, ou já me teria (nos teríamos) aborrecido. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora acolhe, e bem, os termos subviragem e sobreviragem. Ora, há outro par, deste âmbito, que ficou amputado. De brecagem e contrabrecagem, só encontramos o primeiro naquele dicionário.

 

[Texto 7776]

Helder Guégués às 23:40 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Tradução: «tonneau cover»

Só vendo

 

      Um vizinho meu, provavelmente a pessoa mais simpática que conheço, tem dois Citroëns C1, um deles descapotável. Este, por vezes, quando está na garagem, tem uma cobertura parcial, que só hoje soube que se chama tonneau. Algumas carrinhas de caixa aberta também têm tonneau cover, e, nestes casos, dizermos que é uma cobertura de bagageira talvez seja suficientemente claro. No caso de um automóvel, já não é fácil encontrarmos tradução. Se usarmos apenas «cobertura», quem ouve ou lê não vai perceber de que tipo de cobertura se trata.

 

[Texto 7775]

Helder Guégués às 19:44 | comentar | ver comentários (10) | favorito
Etiquetas: ,
02
Mai 17

O CIA que há no CIAV

Venenos e bandidos

 

      Na verdade, há erros que estavam arreigados e deixaram, entretanto, de se ver. Se fosse agora, era quase certo que lhe chamariam Portuguese Poison Centre, mas contentaram-se em estropiá-lo de outra forma: Centro de Informação Anti-Venenos (CIAV). Foi assim anos a fio, e eu condenei-o. Nos últimos tempos, já é – e os jornais acompanham a correcção – Centro de Informação Antivenenos. Se a sigla se conformasse com a alteração, não devia ser CIA? Ah, mas isso seria perigoso... Agora é preciso extirpar outro erro: Unidade Nacional de Contra-Terrorismo (antes designada por Direcção Central de Combate ao Banditismo — quando devia ser «Bandidismo»). É Unidade Nacional de Contraterrorismo. Acontece, porém, que, de quando em quando, é referida (mas qual é a designação oficial?) nos jornais de uma forma que não me parece incorrecta: Unidade Nacional contra [o] Terrorismo.

 

[Texto 7774]

Helder Guégués às 08:03 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: