22
Jun 17

Palíndromos e outras miudezas

Mata o bicho

 

      No Mata-Bicho de ontem: «O Facebook está cheio de gente que apela a que mandem a malta do IRS ou os presos a ir limpar as matas.» Malta do IRS... Somos todos, incluindo eu, João Quadros, Bruno Nogueira... Não, foi provavelmente erro de leitura. Por azar, não se trata de um palíndromo. É antes a malta do RSI, o rendimento social de inserção. É menos gente, mas sim, ainda chegava para limpar algumas matas. Não se iludam: gosto muito do Mata-Bicho e apreciei a sugestão: «Eu tenho uma ideia melhor, que é — ponham os presos a limpar a malta do Facebook.»

 

[Texto 7940]

Helder Guégués às 14:03 | comentar | favorito
Etiquetas: ,

Tradução: «downburst»

Explosão atmosférica

 

      «No esclarecimento ao primeiro-ministro, o IPMA também levanta a hipótese — em que agora trabalha e que constará de um relatório que deverá estar pronto na sexta-feira — de que ocorreu um fenómeno meteorológico chamado downburst já durante o incêndio e que pode ter acelerado a sua propagação. Trata-se de uma massa de ar descendente, que chega até ao solo e se espalha de forma radial, causando ventos fortes. Uma vez chegada ao chão, essa descarga de ar dispara para todas as direcções. Parece um tornado, mas não é» («Afinal, como começou o incêndio?», Teresa Firmino e Andrea Cunha Freitas, Público, 22.06.2017, p. 2).

      Não existirá um termo português para designar o fenómeno? Uma coisa é a facilidade em usar apenas um termo, assim como a relativa conveniência de ser o mesmo seja para um meteorologista português seja para um meteorologista chinês; outra, bem diferente, é, na divulgação dos conhecimentos, a necessidade de usar termos portugueses.

 

[Texto 7939]

Helder Guégués às 10:30 | comentar | ver comentários (17) | favorito
Etiquetas: ,
22
Jun 17

Léxico: «mesofótico»

Não a conhecem

 

      «O intercâmbio teve como objectivo descrever a distribuição dos recifes mesofóticos (situados na chamada zona de penumbra, a estreita faixa de oceano que fica entre 45,5 e 152,5 metros) da ilha, comparar a sua saúde e conectividade (física, genética e ecológica) com os do golfo do México e o sudeste dos Estados Unidos» («Cubanos e norte-americanos, juntos, na investigação a recifes», Rádio Renascença, 21.06.2017, 23h42).

      Esqueçam: não está no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Nem noutros dicionários que consultei. Está explicado no artigo: são zonas de penumbra ou meia-luz. Se fosse uma palavra inglesa, já estava nos nossos dicionários.

 

[Texto 7938]

Helder Guégués às 10:03 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,