04
Jul 17

Léxico: «juridismo»

Então é isso

 

      «Já o ministro [Azeredo Lopes] começa, e bem, por dizer que assume a responsabilidade política (o que quer que isso seja no caso vertente) e que o roubo — a que eufemisticamente e por um conveniente “juridismo” chama “furto” — é grave» («Um governo intermitente», Paulo Rangel, Público, 4.07.2017, p. 44).

      Curioso, eu também ia jurar que foi um furto. É porque Paulo Rangel — que me parece dizer nesta frase tudo e o seu contrário — sabe mais do que o ministro e do que eu. Juridismo não conhecia.

 

[Texto 7976]

Helder Guégués às 18:43 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,

Tradução: «understorey»

Ainda pior

 

      Só agora vi que no Dicionário de Inglês-Português da Porto Editora para understorey a tradução proposta é «(primeira camada vertical na canopia [sic] florestal mista) sub-bosque». Assim, evidentemente, ainda menos desculpável é que o Dicionário da Língua Portuguesa não registe sub-bosque nem soto-bosque. É um erro, e não dos menores, que em qualquer definição de um dicionário se usem palavras que esse mesmo dicionário não regista em verbete autónomo.

 

[Texto 7975]

Helder Guégués às 11:34 | comentar | ver comentários (3) | favorito
04
Jul 17

Tradução: «cautionary tale»

Serve para prevenir, sim, mas...

 

      Há um livro, publicado em 1907, do escritor anglo-francês Hilaire Belloc com o título Cautionary Tales for Children: Designed for the Admonition of Children between the ages of eight and fourteen years. Nele, um rapazinho, Jim, depois de desobedecer à ama, é comido por um leão. Traduzir cautionary tale, expressão que surge noutros contextos, por «conto cautelar» não me parece nada feliz, mas é como o fazem tradutores com currículo... A mim, «conto cautelar» remete-me logo para o Direito, ocorre-me logo a providência cautelar. Não seria melhor traduzir, porque é disso que se trata e neste caso as expressões são usadas e conhecidas, por história exemplar ou conto edificante?

 

[Texto 7974]

Helder Guégués às 08:49 | comentar | ver comentários (7) | favorito