16
Set 17

Léxico: «stemfie»

Pode ser útil

 

      «O voto é feito com um lápis vermelho e cada eleitor — residente no país com mais de 18 anos — tem direito a fazer uma única cruz. Se quiser, pode tirar uma selfie (ou stemfie) na cabine de voto e mostrar nas redes sociais o boletim preenchido, desde que não viole o segredo de voto de terceiros. Porém, não pode eleger o presidente do município onde vive. Como? Já lá vamos» («Maastricht. Onde a vida corre devagar sobre duas rodas», Público, 16.09.2017, p. 13).

      Se forem para os Países Baixos, é útil saberem que ao auto-retrato com o boletim de voto na cabina de voto se dá o nome de stemfie.

 

[Texto 8155]

Helder Guégués às 19:25 | comentar | favorito
Etiquetas:

Léxico: «prevalente»

Antes dois

 

      «José Carreira [presidente da Alzheimer Portugal] diz que os dados sobre a doença em Portugal são oscilantes e apenas estimativas, mas apontam para mais de 180 mil pessoas com demências, 150 mil delas com Alzheimer, a forma de demência mais prevalente» («A cada três segundos, uma pessoa no mundo recebe diagnóstico de demência», TSF, 16.09.2017, 10h57).

      É exactamente o mesmo que prevalecente, mas o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não o regista. Quem sabe se ontem não estava lá. Afinal, há quatro dias, a propósito de retinógrafo, de que falei aqui, vi que o Dicionário de Termos Médicos da Porto Editora acolhia retinografia. Dois dias depois, este verbete desapareceu.

 

[Texto 8154]

Helder Guégués às 11:32 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,
16
Set 17

Tradução: «procureur»

É melhor à letra

 

      «Patrick Henry está há quase 40 anos na cadeia. Há quatro meses foi-lhe diagnosticado cancro, pelo que invocou o estado de saúde para poder sair da prisão. O promotor público aceitou» («Diagnosticado com cancro, o preso mais antigo de França vai para casa», António Pinto Rodrigues, TSF, 15.09.2017, 23h43).

      O promotor público... Mas isso não é assim nem em França nem em Portugal, já pensou nisso, António Pinto Rodrigues? Pois, não. Leia a imprensa francesa: é a «procureure de Melun (Seine-et-Marne)», Béatrice Angelelli. Faz-lhe lembrar alguma palavra portuguesa relacionada?

 

[Texto 8153]

Helder Guégués às 11:03 | comentar | favorito
Etiquetas: ,