Uso dos pronomes

Esta era a melhor batalha

 

 

      «Só que, dependente de uma ditadura externa que nos resgatou na queda, alguém acredita que o Estado não se sentirá obrigado a protegê-la, precisamente como ela o protege a si?» («O preço incerto», Pedro Lomba, Público, 26.01.2012, p. 32).

      É só pena que estes erros não apareçam na rubrica «O Público errou». Bombardear o infeliz Acordo Ortográfico dá mais público ao Público. Mais uma oportunidade para citar Montexto: «O uso dos pronomes, os vários empregos do verbo haver – pessoal, impessoal, no presente ou no pretérito, etc. – são dos maiores escândalos do linguajar actual.»

 

[Texto 1020]

Helder Guégués às 11:07 | comentar | favorito
Etiquetas: