Peróxido de hidrogénio

Obstupefacto

 

      «A ASAE apreendeu esta semana seis toneladas de queijo por suspeita de adição de água oxigenada. [...] A acção decorreu após confirmação laboratorial da presença de peróxido de hidrogénio (água oxigenada) em leite cru de ovelha utilizado como matéria-prima para a confeção do queijo apreendido» («ASAE apreende seis toneladas de queijo por suspeita de adição de água oxigenada», Rádio Renascença, 23.09.2017, 10h17).

      E não devia o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, no verbete peróxido, acrescentar uma subentrada para «peróxido de hidrogénio»? Claro que sim: se alguns (só alguns, nada de exageros) inspectores da ASAE sabem do que se trata, o falante médio ignora-o totalmente. Pode-lhe soar, jurar que sabe, mas não se lembrar, garantir que sabia na semana passada, etc. Contudo, «peróxido de hidrogénio» encontra-se em alguns verbetes. Um deles deixou-me obstupefacto: «água-oxigenada»! Depois disto, não me surpreenderá se passar a ver «vinho-tinto» e outras que tais. Mas peróxido de hidrogénio também está — embora o seu uso não seja somente medicinal — no Dicionário de Termos Médicos, e neste aparece com a seguinte definição (por assim dizer): «H2O2 (água oxigenada).» Assim mesmo, com a fórmula química grafada incorrectamente. É, como se sabe, assim: H2O2. E aqui já escreveram «água oxigenada». Pois é.

 

[Texto 8166]

Helder Guégués às 16:36 | comentar | favorito
Etiquetas: ,