05
Abr 15

Léxico: «biocarvão»

Fogo sem fumo

 

      «A embalagem do biocarvão [Biopower e Ecochar] produzido na Ibero Massa Florestal, em Oliveira de Azeméis, resume com desenhos e palavras-chave as potencialidades do produto: isento de chama, sem fumo, sem gases tóxicos, elevado poder calorífico. A empresa nasceu há cerca de quatro anos com o propósito específico de criar tecnologia do zero, preencher uma lacuna no mercado, travar as importações e criar um carvão 100% ecológico, único na Península Ibérica e raro no mundo» («Em Oliveira de Azeméis, faz-se carvão que não deita fumo e é íman na terra», Sara Dias Oliveira, Público, 5.04.2015, p. 18).

   O elemento bio- é, pelo menos na última década, um dos mais produtivos (em todos os sentidos...) no processo de recomposição em português, contribuindo para a ampliação lexical que se tem verificado. Sobre este elemento, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora limita-se a dizer que é o «elemento de formação que exprime a ideia de vida». Não chega.

 

[Texto 5730] 

Helder Guégués às 11:13 | comentar | favorito
14
Jun 11

Elementos «anti»

Demasiado só para uma edição

 

 

      «Os manifestantes que integraram esta iniciativa exigiram mudanças na política anti-tráfico do país e percorreram em vinte autocarros um trajecto de três mil quilómetros entre a cidade mexicana de Cuernavaca e a fronteira com os Estados Unidos» («Movimento pela paz culpa EUA por violência no México», Catarina Reis da Fonseca, Diário de Notícias, 13.06.2011, p. 23).

      Fico estupefacto com estes erros frequentes. Não serão os jornalistas capazes de saber de cor, ou, enfim, alojar noutra víscera qualquer, a regra de que os compostos formados com o prefixo anti apenas têm hífen quando o segundo elemento tem vida à parte e começa por h, i, r ou s? Reparem que os casos que tenho vindo a referir são todos da mesma edição, a de ontem, do Diário de Notícias. Não é demasiado?

 

[Texto 150]

Helder Guégués às 09:22 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
25
Mai 11

«Americ(o)»

Elemento de composição

 

 

    «É possível que aproveitem o encontro de hoje para anunciar a criação do Conselho de Segurança Nacional americo-britânico, que trabalhará em conjunto sobre os desafios internacionais e partilhará informações dos serviços secretos, acrescenta a agência» («Pompa, circunstância e muitos sorrisos no primeiros dia do casal Obama em Buckingham», Francisca Gorjão Henriques, Público, 25.05.2011, p. 15).

      É, como sovieto-, elemento de composição, antepositivo usado em compostos eruditos.

 

[Texto 52]

Helder Guégués às 18:59 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: