Tradução: «janotisme»

Diable!

 

      Os revisores do jornal francês Le Monde vieram falar de um caso de janotisme surgido na edição em linha do seu jornal. Tratava-se de um título, que dizia assim: «Comprendre comment la planète perd sa banquise en 3 minutes». Ou seja, «compreender como o planeta perde a sua banquisa em três minutos». Mais tarde, foi corrigido: «Comprendre en 3 minutos comment la planète perd sa banquise». Isto é, «compreender em três minutos como o planeta perde a sua banquisa». (Banquisa ou, melhor ainda, para fugir ao galicismo, banco/campo de gelo.) Muitas vezes, se não origina frases erradas, pelo menos ridículas não deixam de ser. A colocação das palavras não é arbitrária ou indiferente. O janotisme, que não é o nosso «janotismo», consiste, segundo o Trèsor, no «défaut de style qui consiste à rompre la logique syntaxique en rapprochant abusivement certains membres de phrase et en provoquant des équivoques burlesques». Sim, mas qual é a tradução? O Dicionário de Francês-Português da Porto Editora só nos dá uma definição: «construção incorrecta da frase que produz ambiguidade».

 

[Texto 7339]

Helder Guégués às 12:07 | comentar | favorito
Etiquetas: ,