Uma palavra enganadora...

Tirocinante inepto

 

      Ontem, sugeriram-me — e o meu interlocutor ainda só bebera três imperiais — que devia inaugurar no blogue uma rubrica intitulada «WTF» (?!), reservada para grandes asneiradas. A primeira asneirada seria dar-lhe esse título, mas a ideia é boa, se bem que não seja nova por aqui. Bem, seja como for, se já tivesse essa rubrica, hoje seria ocupada com uma pergunta que, na sala de espera de um consultório, uma pessoa que lia O Padrinho, de Mario Puzo, fazia a outra pessoa que a acompanhava: «Tirocínio, tirocínio... É uma prova de tiro, não é?» Não assisti ao desfecho, porque era a minha vez.

 

[Texto 8037]

Helder Guégués às 19:23 | comentar | favorito
Etiquetas: