«Varrer/barrer»

Os vv pelos bb

 

 

      «Desde 29 de Junho de 2007 é o segundo presidente da junta — governo regional da Extremadura — e é o único “barão” socialista que não foi barrido pelas urnas. Manterá o poder com o apoio dos comunistas da Esquerda Unida (IU). É também com apoio da IU que Emiliano Garcia-Paje continua como alcalde de Toledo, capital de Castela-la-Mancha» («Seis dirigentes resistiram ao tsunami eleitoral», Nuno Ribeiro, Público, 24.05.2011, p. 15).

      Varrer é um verbo muito antigo na língua portuguesa. Barrer é variante informal e regionalmente marcada. A segunda explicação é que, no teclado QWERTY, v e b estão ao lado uma da outra. Para alguns dicionaristas, contudo, «barrer» e «varrer» são sinónimos puros mesmo numa avaliação sincrónica. Bah...

 

[Texto 49]

 

Helder Guégués às 00:10 | comentar | favorito
Etiquetas: