«Alma mater»

De alma penada

 

 

      Se alguém apresenta certa característica peculiar, dizemos que é a sua marca de água (ou marca d’água, como decerto os Brasileiros preferirão) ou a sua marca registada? Pois é, consultem um dicionário, por exemplo, o da Porto Editora, e depois dizem-me. Ah, as expressões... No Império dos Sentidos, da Antena 2, Paulo Alves Guerra volta não volta refere-se à pessoa que criou ou dinamiza um determinado acontecimento cultural (festival de música, por exemplo), agrupamento (Shostakovich Ensemble, por exemplo), etc., como a alma mater do referido acontecimento ou agrupamento. Caro Paulo Alves Guerra, então a expressão latina não é usada hoje em dia exclusivamente para designar a universidade que nos formou? A mãe que nos alimentou ou nutriu. A expressão começou a ser usada na língua inglesa logo no início do século XVII, ao que parece. A propósito, vale a pena lembrar que alumnus (alumni) em inglês, não é aluno — mas ex-aluno. Mais um falso amigo a fazer escorregar em falsas traduções.

 

[Texto 541]

 

Helder Guégués às 11:29 | comentar | favorito
Etiquetas: