Léxico: «scopinaro»

Sem medo

 

 

      «Humberto Alves, 54 anos, 130 quilos (tinha 236 antes de colocar uma banda gástrica e depois de ter feito uma derivação biliopancreática, mais conhecida por scopinaro), já entrou numa “dessas lojas que só têm roupa para senhora”» («O mercado ainda não é XXL», Ana Rute Silva, Pública, 23.10.2011, p. 26).

     É mais vezes referida como a «técnica de Scopinaro» ou «operação de Scopinaro». Mas talvez não seja necessário, nem grafado em itálico. Tal como, por derivação imprópria, passámos a ter «papanicolau», bem podemos escrever sem receio «scopinaro». Ou «escopinaro», porque a sequência inicial sc nos impressiona muito — apesar de já a termos tido.

 

[Texto 601] 

Helder Guégués às 12:08 | comentar | favorito
Etiquetas: