O artigo inútil

Mais inutilidades

 

 

      «Diz agora o LAPD [Los Angeles Police Department], com uma convicção que pode ser manha, que RW, hoje com 81 anos, não é um suspeito» («Natalie Wood, morta», Miguel Esteves Cardoso, Público, 20.11.2011, p. 53).

      Para que serve o artigo indefinido nesta frase? Para nada, precisamente. Miguel Esteves Cardoso já devia ter reparado que os bons autores portugueses (e mesmo os maus) não abusam do artigo indefinido.

 

[Texto 698] 

Helder Guégués às 06:28 | comentar | favorito
Etiquetas: