Sobre «filme»

Ai as aspas...

 

 

      «O “filme” dos acidentes, ao km 200,1, sentido norte/sul, é relatado ao DN pelo comandante do Destacamento de Trânsito da GNR de Coimbra, Pedro Rosa» («João Nabais atropelado na auto-estrada», Paula Carmo, Diário de Notícias, 23.11.2011, p. 21).

      Até há pouco, «filme» em sentido figurado e coloquialmente era somente a história rebuscada e exagerada, único que alguns dicionários ainda registam. Agora, alguns, como o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, já registam esta acepção: «Desenrolamento contínuo (de acontecimentos): Rever em pensamento o filme da sua vida.» (Também este «desenrolamento» precisava que lhe granizássemos flechas. Quê? Sujeito nulo indeterminado? Verbo defectivo? Vai mais uma frechada!)

 

[Texto 717]

Helder Guégués às 07:35 | favorito
Etiquetas: