Como se escreve nos jornais

Nem é preciso pensar

 

 

      «Por outro lado, o antigo deputado conservador Matthew Parris disse ao “Times” que Streep conseguira apanhar na perfeição “a natureza declamatória da forma de falar de Thatcher”, e uma série de figuras ligadas aos Tories manifestaram-se agradavelmente surpreendidas pelo modo equilibrado como o filme, escrito pela dramaturga Abi Morgan, vê uma das figuras mais divisivas da política inglesa do século XX. As conclusões podem começar a ser tiradas em fins de Dezembro, quando “The Iron Lady” tem a sua estreia mundial – entre nós, o filme deverá estrear a 9 de Fevereiro. Mesmo a tempo dos Óscares...» («O mundo da política divide-se sobre a Iron Lady de Meryl Streep», Ípsilon, 25.11.2011, p. 3).

      É o que se lê na imprensa inglesa — an incredibly divisive figure. Ora, os jornais portugueses têm de, patrioticamente, contribuir para o tal desígnio do bilinguismo.

 

[Texto 724] 

Helder Guégués às 09:19 | favorito
Etiquetas: