«Desadequado», de novo

Sem ofensa

 

 

      «Dir-se-á que muito mudou no último milénio e tal e que as objecções de Stephen Fry são desadequadas» («A letra C», Pedro Mexia, Atual/Expresso, 19.11.2011, p. 3).

      Já tinha passado um traço por cima de «desadequadas» quando me lembrei — quase a tempo — da recomendação de Fernando Venâncio. Foi só em Maio deste ano, caramba, pensava que já tinham passado anos. Ainda hoje tenho as orelhas a arder, os olhos doloridos, o colarinho amarrotado, continuo afogueado (para citar ao contrário Rubem Braga). Concordo com muito do que Fernando Venâncio afirma, mas quanto à filtragem das formas impróprias se ir fazendo com bastante frequência, não me parece. Vão-se consolidando formas mais recomendáveis e outras nada recomendáveis, num processo que, se não é aleatório, não é deliberado nem objecto de consenso. Nem satisfatório.

 

[Texto 751]

Helder Guégués às 07:15 | comentar | favorito
Etiquetas: