Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Merkozy é/Merkozy são

Ser híbrido

 

 

      «Mesmo aceitando que é indispensável “reforçar e harmonizar” a integração fiscal e orçamental da zona euro, as exigências do par Merkozy fazem lembrar uma reparação de guerra», lê-se no editorial do Público de hoje. Ora, é incongruente falar-se em «par Merkozy». A graça de tudo isto é supor que é um ser híbrido, como afirmou há dias Freitas do Amaral, que condenou as «intervenções de Bruxelas» e de «um ser híbrido a que chamam “Merkozy”» nos orçamentos e na condução das políticas nacionais, afirmando que isso «não é federalismo, nem democrático». Mesmo as aspas e o itálico são dispensáveis.

 

[Texto 773]

1 comentário

Comentar post