03
Nov 11

«Por memória»

Dêem aqui uma achega

 

 

      Um leitor, José Correia, pergunta-me se sei o que significa a expressão «por memória», que por vezes aparece no relatório do Orçamento do Estado e noutros documentos. Pois não sei, não. Sei apenas, depois de pesquisar, que é um termo usado na estatística e traduzido por memorandum item em inglês. Algum leitor saberá e nos dirá, decerto.

 

 

[Texto 633] 

Helder Guégués às 20:26 | comentar | ver comentários (5) | favorito
Etiquetas:

Sobre «falcata»

Ia lá adivinhar

 

 

      Qualquer coisa me caiu aos pés (ainda não sei o quê) quando vi que o Dicionário Houaiss não regista o termo «falcata». Viriato, a esta hora, dá voltas na tumba. Nem quero saber se regista ou não «cetra». Em todos os dicionários que consultei, a falcata é definida como uma arma antiga composta de uma haste encimada por uma foice (aliás, falcāta, do latim, significa mesmo «munido de foice»). Mas algo não bate certo, pois toda a iconografia e algumas descrições apontam para uma pequena espada de lâmina curta. Quid juris?

 

 

[Texto 632]

Helder Guégués às 14:54 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas:
03
Nov 11

Léxico: «autoficção»

E podia estar

 

 

      «Quanto ao próximo romance, não revela ainda qual será o tema, mas garante que quer “contar o real”. “Os relatos intimistas ou a autoficção não me interessam”, disse à AFP. “Nunca irei contar uma história de amor evanescente entre a Toscânia e o Mediterrâneo, essa é a minha única certeza”» («Ganhou o professor que receava ser um “escritor falhado”», Alexandra Prado Coelho, «P2»/Público, 3.11.2011, p. 8).

      Pensei que pelo menos o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa acolhesse o termo «autoficção» (cunhado no final dos anos 70 pelo escritor francês Serge Doubrovsky), mas não.

 

[Texto 631] 

Helder Guégués às 10:33 | comentar | favorito
Etiquetas: