09
Fev 12

Como se escreve nos jornais

Na América, escreve-se assim

 

 

      Ora vejam como escreve o «nosso correspondente em Hollywood»: «[Meryl Streep] Faz de Margaret Thatcher nos anos do crepúsculo, quando a nova Britânia se invadiu de lojistas imigrados e gente nova que a ignora com impaciência» («“Foi uma maneira de sentir empatia por alguém com quem discordava”», John-Miguel Sacramento, Metro, 8.02.2012, p. 11).

 

[Texto 1081]

Helder Guégués às 21:10 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

Sobre «racional»

Dizem que é um génio

 

 

      Zurzido ontem por Ana Sá Lopes no Público, Henrique Monteiro responde hoje mansamente na secção «Cartas à Directora»: «Pelo meu, [sic] lado, além de detestar o tipo de jornalismo que fez Margarida Cardoso, gostaria de deixar claro a quem leu a peça em causa, [sic] que apenas questionei o racional do negócio, pelo que a prosa por vós citada nada tem a ver com algo que eu tenha dito, ou sequer pensado» («O i, Ana Sá Lopes e Henrique Monteiro», p. 38).

      Ainda não percebi o que é isto do «racional». Ora tenham a bondade.

 

[Texto 1080]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

«Face a»

Agora já é tarde

 

 

      «No sábado, Nora Berra publicou no seu blogue oficial uma nota em que recomendava medidas a adoptar face ao frio, designadamente por “sem-abrigo, crianças, idosos ou quem sofra de patologias crónicas”. Normal. O problema é que, quatro parágrafos depois, aconselhava as mesmas “populações vulneráveis” a “evitarem sair” de casa» («Gaffe em França em plena vaga de frio polar», João Manuel Rocha, Público, 9.02.2012, p. 23).

      Não é monomania, não... mas face a não é francês escarrado e cuspido? Mes recommandations face au froid...

 

[Texto 1079]

Helder Guégués às 09:26 | comentar | ver comentários (14) | favorito
Etiquetas:

Léxico: «camarinha»

A bordo

 

 

      A repórter Raquel Morão Lopes foi visitar ontem o navio-escola Sagres. O comandante Sardinha Monteiro definiu a camarinha: «Aqui a camarinha do comandante é o espaço reservado ao comandante. Onde o comandante trabalha, toma as suas refeições e onde também recebe as suas visitas.»

     O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, por exemplo, regista o vocábulo: «antiquado pequena câmara à popa dos navios antigos».

 

[Texto 1078]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

Léxico: «desmonte»

A palavra do dia

 

 

      Eng.º António Ferreira da Costa, administrador da EDP Produção, em declarações à Antena 1: «Quando se executava o desvio da Estrada Nacional 212, estava a proceder-se ao desmonte de rocha. Estes desmontes são efectuados recorrendo a explosivos, o que é normal neste tipo de obras.» Está correcto: desmonte é a escavação de rochas ou solos muito consistentes.

 

[Texto 1077]

Helder Guégués às 08:42 | comentar | favorito
Etiquetas:

«Rubrica/rúbrica»

Os factos disponíveis

 

 

      Daniel Catalão, no Jornal da Tarde de ontem: «Pedro Rosa Mendes diz que os factos disponíveis apontam para uma relação entre a crónica que fez sobre o programa Reencontro, emitido a partir de Angola, e o fim da rúbrica Este Tempo, na Antena 1.» Está no Prontuário Sonoro, caro Daniel Catalão. E mais: «O jornalista anunciou ainda que vai colocar um processo por difamação contra Luís Marinho por causa das declarações prestadas na mesma comissão durante o dia de ontem.»

 

[Texto 1076]

Helder Guégués às 08:32 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:
09
Fev 12

Como se fala no Parlamento

Dizem que é poeta

 

 

      Deputado Mendes Bota, a ler no Parlamento: «O que nós precisamos é de um PS interessado verdadeiramente no interesse nacional e que não tenha declarações políticas, essas sim verdadeiramente piegas como aquela a que aqui assistimos.»

 

[Texto 1075]

Helder Guégués às 08:19 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: