25
Fev 12

«Duzentos gramas»

Uma batalha quase perdida

 

 

      Disse, no Telejornal de ontem, a jornalista Marta Jorge: «Estela [neta dos reis da Suécia] nasceu ontem, com três quilos e duzentas. Vai receber o título de duquesa e será tratada por Sua Alteza Real.» Em Ciências da Comunicação não ensinam coisas tão comezinhas como o género de «grama». Não é preciso: está nos dicionários.

 

[Texto 1143]

Helder Guégués às 22:38 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas:
25
Fev 12

«Ridículo/risível»

E porquê, não nos diz?

 

 

      «Há também por aí também o risível que é», escreveu certa vez Bic Laranja num comentário no Assim Mesmo, «em todos os sentidos, ridículo. Este alvor de “risibilidade” é um enjoo.» Ora, não concordo nem um pouco, e muito satisfeito fiquei de ver em Mário Barreto a palavra condenada: «Da colocação defeituosa dos sinais de pontuação podem tambêm resultar equívocos, ás vezes risíveis, como êste que se nos depara na prosa de um ilustre contemporâneo, e que é talvez descuido de impressão» (Fatos da Língua Portuguesa, Mário Barreto. Rio de Janeiro: Presença Edições, 3.ª ed., facsimilada, 1982, p. 77).

 

[Texto 1142]

Helder Guégués às 17:28 | comentar | ver comentários (10) | favorito
Etiquetas: