26
Jun 12

Plural de apelidos estrangeiros

Ele sabia

 

 

      O apelido do pai da amante do protagonista é Cruteman. Logo, são os?... «De Nieuwe Markt a Oude Schans, onde era o escritório do Kater, havia dez minutos de caminho e, embora a ocasião não fosse própria para o procurar, pois àquela hora de volta da Bolsa encontrá-lo-ia certamente na crise diária de trabalho, cercado de empregados, transmitindo ordens e fechando contratos, o ouvido colado ao telefone e a voz ditando, imperiosamente, concisos mas importantes telegramas, não resisti à tentação de o importunar para colher qualquer informe acerca desses Crutemans que deixavam uma filha tão linda e caprichosa à solta e vestida miseràvelmente» (Novelas Eróticas, M. Teixeira-Gomes. Lisboa: Portugália Editora, s/d [mas de 1961], 2.ª ed., p. 33).

 

 [Texto 1733] 

Helder Guégués às 18:14 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

«Indispensável/”nécessaire”»

Amor da língua

 

 

      «Assim era que levava a melhor parte dos dias flanando, sempre com um romance do Querido — espécie de Zola holandês — no indispensável, um depósito de côdeas de queijo, pedaços já secos de pão com passas de Corinto, na algibeira a que ela recorria — chamando-lhe o seu Entrepôt-dok ou porto franco — sem a menor cerimónia, fosse onde fosse, para meter na boca o primeiro bocado que topava» (Novelas Eróticas, M. Teixeira-Gomes. Lisboa: Portugália Editora, s/d [mas de 1961], 2.ª ed., pp. 25-26).

      Agora vejam: o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista a acepção: «antiquado saquinha ou maleta de senhora para transportar objectos de uso pessoal». E no mesmíssimo dicionário, também está o termo francês «nécessaire»: «bolsa ou estojo para guardar objectos de uso pessoal ou de toilete».

 

 [Texto 1732]

Helder Guégués às 13:59 | comentar | ver comentários (5) | favorito
Etiquetas:

Assim se escreve nos jornais

Nada de novo

 

 

      Ainda me enganaram durante cinco minutos. No Correio da Manhã lê-se que Eusébio tem estado internado no «Hospital Odozial Ratunkowi, em Poznan». Trapalhada. Szpitalny Oddział Ratunkowy — é assim que se escreve — significa «urgência hospitalar» em polaco. Como é natural, há urgências em vários hospitais. O Pantera Negra, que devia ter ficado em casa, está internado no Wielospecjalistyczny Szpital Miejski im. Józefa Strusia (Hospital Municipal Multidisciplinar Jozef Strus). 

 

 [Texto 1731]

Helder Guégués às 10:56 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:
26
Jun 12

Assim se fala na Selecção

Sem (mais) comentários

 

 

      Em declarações à imprensa, Henrique Jones (nas legendas do Jornal da Tarde de ontem, contudo, lia-se «Enrique Jones»), médico da Selecção, afirmou: «E portanto [os médicos em Poznan] acham por bem que ele deva ser evacuado num avião aeromédico.» E pronto, lá temos o legendarny Eusebio w szpitalu w Poznaniu.

 

 [Texto 1730]

Helder Guégués às 09:33 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: