28
Jun 12

«Desportivismo»

Jogo limpo

 

 

      «Quero felicitar muito calorosamente todos os jogadores e a equipa técnica, que por terras da Polónia e da Ucrânia se bateram com brio, com determinação e com muito desportivismo e que alcançaram um excelente resultado. Os Portugueses estão orgulhosos da sua selecção nacional de futebol», disse o Presidente da República. Fosse outro o titular ou — talvez até para sermos mais justos — o redactor dos discursos, e teríamos ali fair play. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista «fair play», pois claro, mas não remete para «desportivismo». Grandes promotores da lingua franca.

 

 [Texto 1739]

Helder Guégués às 23:29 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

«Petrechado»

Agora imaginem

 

 

      «N’essa mesma noite partiu Gonçalo para a côrte, petrechado de boas recommendações para debelar quaesquer ardis judiciarios da consorte, favorecidos pelos valiosos amigos de Heytor Azinheiro» (Estrellas Funestas, Camilo Castelo Branco. Porto: Viúva Moré Editora, 1869, 2.ª ed., p. 77).

      Agora imaginem que, numa reedição, desta ou de qualquer outra obra, em vez de «petrechado» na editora entendiam que «apetrechado» é que estava correcto, e alteravam nesse sentido. Agora imaginem que isso já aconteceu.

 

 [Texto 1738]

Helder Guégués às 13:26 | comentar | ver comentários (19) | favorito
Etiquetas:
28
Jun 12

Czar, tzar, tçar

Esquecidas

 

 

      «Por todos os lados, na tolda do imenso barco, a confusão e o movimento são intensos: há centenas de soldados russos que voltam da ilha de Creta (em cuja baía a esquadra do tzar permanece, pronta, dizem, para intervir no conflito turco-grego), e tantos ou mais peregrinos, da mesma nacionalidade, que regressam de Jerusalém» (Novelas Eróticas, M. Teixeira-Gomes. Lisboa: Portugália Editora, s/d [mas de 1961], 2.ª ed., pp. 165-66).

      A fiável Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira regista o que provavelmente nenhum dicionário regista: «Tçar, s. m. Título do antigo Imperador da Rússia; o mesmo e melhor que tzar e czar, mas menos usado.» Rebelo Gonçalves, no seu Vocabulário da Língua Portuguesa, regista somente «czar», mas com a ressalva de que é a «forma consagrada pelo uso: a correcta seria tçar». Em francês, recorde-se, é tsar ou tzar, e em castelhano e em italiano zar (Zar em alemão).

 

 [Texto 1737]

Helder Guégués às 07:59 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: