31
Ago 12

«São-tomense/santomense»

Ambos correctos

 

 

      No verbete «santomense», o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora remete para «são-tomense». Há prontuários, por sua vez, que apenas registam «santomense». O contrário do que faz a Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira (agradeço ao leitor E. P. a oferta dos 40 volumes, que começo agora a citar com mais frequência), que só regista «são-tomense» (vol. 27, p. 654), com este acrescento: «Em Portugal também sã-tomense, forma dialectal.)»

 

[Texto 2030]

Helder Guégués às 15:13 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

«Florida/Flórida»

Andam a ver como é melhor

 

 

      «A Universal Studios no Japão, em parceria com a Warner Bros. e a Universal Parks & Resorts, anunciou ontem a construção de um novo parque temático dedicado ao universo do feitiçeiro [sic] Harry Potter. A nova atração japonesa é a terceira a ser anunciada, depois de o primeiro parque ter aberto em Orlando, na Florida em 2010» («Novo parque temático», Diário de Notícias, 11.05.2012, p. 49).

      «Já na terça-feira, no início da convenção republicana em Tampa, na Flórida, o partido voltou a enfatizar estar contra o matrimónio entre homossexuais» («Ann Romney convidada para oficializar casamento ‘gay’», Ana Filipe Silveira, Diário de Notícias, 31.08.2012, p. 47).

 

[Texto 2029] 

Helder Guégués às 15:00 | comentar | favorito
Etiquetas:

«Centro de saúde»

Muito divertido

 

 

      «Saúde. São hoje inaugurados os centros de saúde de Portel e Redondo, anunciou a Administração Regional de Saúde do Alentejo. O centro de Portel vai servir cerca de 6540 utentes e o do Redondo 7000, após um investimento de 3,9 milhões de euros» («Portel e Redondo têm novos postos», Diário de Notícias, 31.08.2012, p. 14).

      Só para dizer isto: na esmagadora maioria das vezes, quando se usa a locução centro(s) de saúde, sem se referir a nenhum em concreto, é grafada em maiúsculas iniciais. Farto-me de rir.

 

[Texto 2028]

Helder Guégués às 14:57 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas:

Tradução: «parish»

Só para confundir

 

 

      «Uma das zonas mais afetadas foi Plaquemines, onde as águas passaram por cima de um dique e chegaram aos 3,6 metros de altura. O Isaac “atingiu-nos com mais força do que pensávamos”, disse Billy Nungesser, o presidente desta paróquia (como são conhecidas as regiões administrativas na Luisiana), citado pela CNN» («Nova Orleães passa primeiro grande teste pós-‘Katrina’», Susana Salvador, Diário de Notícias, 30.08.2012, p. 23).

      Sim, mas isso não interessa para nada. Parish também se traduz por freguesia, única correspondência com a realidade administrativa portuguesa que para o caso interessa. É óbvio que não podem escrever o mesmo todos os dias, mas hoje já se esqueceram: «Em Tangipahoa Parish, os responsáveis locais temiam que o rio Tangipahoa, já com um caudal engrossado pelas chuvas intensas provocadas pelo furacão, pudesse transbordar para as áreas de fronteira com o estado do Mississípi» («Nova Orleães sobrevive ao ‘Isaac’ e celebra a preceito», Diário de Notícias, 31.08.2012, p. 25).

 

[Texto 2027]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | favorito
Etiquetas:
31
Ago 12

Tradução: «shuttle»

Já não se chama vaivém?

 

 

      «Muita música foi já emitida da Terra para astronautas em órbita. Numa ocasião em que as nuvens e a chuva impediam a reentrada do shuttle, a NASA acordou os astronautas com Hold Back the Rain, dos Duran Duran» («O dia em que a Terra ouviu uma canção que veio de Marte», Nuno Galopim, Diário de Notícias, 30.08.2012, p. 43).

 

[Texto 2026]

Helder Guégués às 07:58 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: