15
Out 12

Léxico: «concertino»

Desafinado

 

 

      «Primeiro, enquanto judeu polaco, [Michel Schwalbé (1919–2012)] foi inevitavelmente afetado pela II Guerra Mundial. Por “sorte”, este aluno de Enescu (ganhou o Prémio Sarasate de 1938) estava em Paris em 1940 (na Polónia natal, suas mãe e irmã acabariam em Treblinka...). Foge para Lyon, onde é nomeado concertino da Orq. Sinf. de França» («De fugido do nazismo a concertino da era-Karajan», B. M., Diário de Notícias, 15.10.2012, p. 43).

      Concertino: «chefe de naipe dos primeiros violinos de uma orquestra». Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, porque na definição do Dicionário Houaiss é, «hierarquicamente, o segundo de cada naipe de cordas numa orquestra». Quanto ao resto... «suas mãe e irmã»? «Era-Karajan»?

 

[Texto 2208]

Helder Guégués às 23:24 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
15
Out 12

Sobre «avocar»

Nunca vira

 

 

      «Sidónia Silva, 18 anos, estudante de Fenais da Luz que votou ontem pela primeira vez, diz ter “esperança que isto vire”. E se amaioria do PS se concretizar, não tem dúvida de que é por causa do que o governo central fez (como aliás o próprio primeiro-ministro acaba de reconhecer, avocando a si a responsabilidade da derrota antes da declaração de Berta, que só falará às 21 horas), mas tudo “porque quem nos meteu nisto foi o Sócrates – que é do PS, não é?”» («A maioria absoluta para o PS veio do Continente», Fernanda Câncio, Diário de Notícias, 15.10.2012, p. 8).

      Avocar é chamar a si — responsabilidades, por exemplo, sim —, mas nunca antes li o verbo empregado neste sentido. É muito usado em Direito: chamar a um tribunal uma causa ou processo que corria por outro.

 

[Texto 2207] 

Helder Guégués às 22:41 | comentar | ver comentários (6) | favorito
Etiquetas: