02
Nov 12

«Custoias/Custóias»

Nada de constante

 

 

      «A Polícia Judiciária informou, ontem, a [sic] detenção de uma mulher de 30 anos, por tráfico de estupefacientes, no Estabelecimento Prisional do Porto (Custoias). Segundo a PJ, a arguida terá conseguido introduzir cerca de 66 gramas de haxixe no estabelecimento prisional, que entregou a um recluso, seu familiar» («Mulher traficava droga na prisão», Diário de Notícias, 11.10.2012, p. 19).

      «Um diretor de uma cadeia central como é o Estabelecimento Prisional de Lisboa ou Custóias, no Porto aufere cerca de 2700 euros líquidos, compreendendo já suplementos. Inclui subsídio de renda de casa, subsídios de risco e de representação e ainda carro do Estado» («Guardas prisionais já podem ser directores de cadeias», Rute Coelho, Diário de Notícias, 29.10.2012, p. 20).

      São mais de vinte os topónimos portugueses que sofreram alterações com o Acordo Ortográfico de 1990. Infelizmente, os jornalistas só quando calha é que se lembram.

 

[Texto 2273]

Helder Guégués às 07:00 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas:
02
Nov 12

«Publisher», de novo

Mais claro

 

 

      «Para publisher da mesma publicação – o cargo que faz a ligação entre a direção do título e a administração da empresa –, a comissão executiva do grupo Impresa decidiu nomear Júlia Pinheiro, que manterá também as suas atuais funções de diretora de Gestão e de Desenvolvimento de Conteúdos da SIC. Sofia Carvalho e Júlia Pinheiro substituem, desta forma, Clara Marques, anterior publisher e diretora da Activa» («Sofia Carvalho e Júlia Pinheiro na ‘Activa’», Diário de Notícias, 30.10.2012, p. 51).

      Já vimos por duas vezes (aqui e aqui) esta questão. Hoje ficamos com mais elementos para avaliar a necessidade do termo inglês.

 

[Texto 2272]

 

Helder Guégués às 06:00 | comentar | favorito
Etiquetas: