15
Nov 12

Dicionários

Pega chapéu!

 

 

      «Bom dia. CTT Expresso.» Chegou o Dicionário de Falares dos Açores – Vocabulário Regional de Todas as Ilhas, de J. M. Soares de Barcelos (Coimbra: Edições Almedina, 2008, 614 pp.).

      Na última LER, Francisco Belard escreve sobre um glossário que também nos interessa: Variantes Cariocas da Língua Portuguesa, de António Correia de Pinho (Lisboa: Chiado Editora, 2012, 744 + 768 pp.).

 

[Texto 2328]

Helder Guégués às 10:22 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

Como se escreve nos jornais

Só faltam os coronéis

 

 

      «O objetivo do Grupo de Ações Táticas (GAT) da Polícia Marítima (PM) era resgatar um fazendeiro sequestrado pelo seu capataz insatisfeito com a vida e que o ameaçava matar. O incidente situava-se [sic] numa herdade na zona de lezírias banhada pelo rio Tejo» («Polícia Marítima resgata com motos de água», Diário de Notícias, 15.11.2012, p. 26).

 

[Texto 2327]

Helder Guégués às 09:09 | comentar | favorito
Etiquetas:

Como se escreve nos jornais

É da pressa, dizem eles

 

 

      «“Há muitas perguntas que não me foram permitidas [sic] fazer”, disse. “A menos que haja critérios duplos, isso não deve ser permitido.” A procuradora e o juíz discutiram durante alguns minutos, mas as diferenças terminaram quando FitzGerald disse: “Um dia, Ms. Rosenthal, vai usar esta batina negra. Mas, por agora, sou eu que faço as regras e, quer goste, quer não goste, terá de cumpri-las.”» («Seabra ausente de julgamento devido a cansaço», Alexandre Soares, Diário de Notícias, 15.11.2012, p. 23).

      Senhor jornalista, na América os juízes (atenção: juiz/juízes) vestem batina? Também têm 33 botões como aquelas que nós conhecemos, ou são de outro modelo?

 

[Texto 2326]

Helder Guégués às 09:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
15
Nov 12

Chuteiras, pitões, ‘pitons’, grampões

Estas por 89,95 euros

 

 

      «O encontro de Luís Figo e Murilo Benício até podia ter acontecido por causa de Avenida Brasil, a novela da TV Globo que a SIC emite de segunda a sexta-feira à noite, e em que o ator surgiu a jogar futebol nos primeiros episódios. Mas a trama já terminou no Brasil e Tufão, nome do personagem, também arrumou cedo as chuteiras» («Luís Figo e Tufão de ‘Avenida Brasil’ inauguraram juntos loja de luxo», Filomena Araújo, Diário de Notícias, 15.11.2012, p. 53).

      Está, como bem sabemos, em todos os dicionários. No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora: «calçado próprio para jogar futebol; bota de futebolista». E como se chama cada uma das peças pontiagudas que este calçado costuma ter nas solas? Para aquele dicionário, «pitão». Tal como para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, que o define como «travessa de chuteira». Travessa? Sempre tenho ouvido, para referir o mesmo, o galicismo piton, que podemos e devemos evitar. Se formos à Decathlon, trazemos sapatilhas com grampões.

 

[Texto 2325]

Helder Guégués às 08:48 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas: