Léxico: «lerpa»

Ficamos à espera

 

 

      «O proprietário e um cliente de um café de Guimarães foram apanhados a jogar “lerpa”. Condenados em primeira instância a penas de multa, os arguidos recorreram e viram agora o Tribunal da Relação de Guimarães dar-lhes razão. Foram absolvidos porque, diz o acórdão, a “lerpa” não está tipificada na lei nem integra a lista dos jogos de fortuna e azar que apenas são permitidos em casinos. [...] A lerpa é praticada com um baralho de 40 cartas e pode ter entre um mínimo de três e máximo de 13 jogadores que acordam no início quem dá as cartas e quem tira o trunfo e o valor da “casadela” que é a aposta mínima obrigatória para todos os jogadores. Lerpar é não fazer nenhuma basada e nesse caso é-se obrigado a repor uma quantia monetária igual à da jogada anterior mais a sua “casadela”» («Tribunal decide que jogar ‘lerpa’ é legal», Alfredo Teixeira, Diário de Notícias, 13.12.2012, p. 20).

      Já aqui temos elementos bastantes para redigir o verbete e oferecê-lo ao Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora. Só as aspas, caro Alfredo Teixeira, é que estão a mais.

 

[Texto 2425] 

Helder Guégués às 10:49 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: