20
Dez 12

«Haver que»

«Áqueas», disse?

 

 

      Ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, ontem à noite no programa de entrevistas De Caras: «Porque estas reformas estão feitas. Agora há que as executar, há que as pôr no terreno.»

      Fica mal, soa mal, pode e deve evitar-se. Leiam aqui os Paralipómenos I e II de Montexto. (E sim, arejemos a palavrinha, «paralipómenos»: com minúscula, é o aditamento em qualquer obra literária.)

 

[Texto 2449]

Helder Guégués às 10:56 | comentar | ver comentários (18) | favorito

Léxico: «lampa»

Feliz erro

 

 

      «Estando a embaixada num apartamento de rés do chão, Assange tem uma lampa solar no quarto para compensar a falta de luz natural» («Discurso de Assange com “música, comida e vinho”», Abel Coelho de Morais, Diário de Notícias, 19.12.2012, p. 25).

      Mais um erro a resgatar do olvido completo uma variante popular do vocábulo «lâmpada». Lampa, pois bem. Palavra com vários sentidos, e deste o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ainda não se esqueceu. Mais uma infausta vez, porém, claro que foi o inglês a ditar o erro, pois pode ler-se na imprensa inglesa que no quarto de Assange há «a solar lamp and a treadmill». Vá lá, não traduziram treadmill por «moinho». «Foi instalada uma passadeira para Assange fazer exercício físico.» Acepção, reparo agora, que o Dicionário Inglês-Português da Porto Editora não regista.

 

[Texto 2448]

Helder Guégués às 08:40 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

«Corrector/corretor»

Por mim

 

 

      José Rodrigues dos Santos, escritor e jornalista, no Telejornal de ontem (20h41): «As tentativas de manipulação da taxa Libor pelo UBS envolveram o pagamento de subornos a vários correctores e podem vir a provocar outros processos contra o banco, caso os clientes afectados reclamem.» Grafo assim, com c, a palavra para indicar a forma como o jornalista a pronunciou, mas a verdade é que, também na RTP, deceparam os cc e os pp, pelo que seja o operador na bolsa seja o que corrige, para eles é tudo igual. O Prontuário Sonoro, também da RTP, regista a pronúncia de «corretor» (/kurrétór/), um duplo disparate. Não serei eu, com toda a certeza, que lhes enviarei mais correcções ou sugestões, pois vai para um mês que lhes comuniquei o erro crassíssimo do «uxorcida» e até hoje não o corrigiram. Uma vergonha. Talvez aquilo melhore quando for comprado pela Newshold.

 

[Texto 2447]

Helder Guégués às 07:36 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
20
Dez 12

Ortografia: «veado-lavrador»

Tudo pela metade

 

 

 

      «A partir de hoje poderá ver de perto esta cria de veado lavrador, nascida a 4 de novembro na maternidade do Jardim Zoológico da Maia, Porto» («Veado espera por visitantes na maternidade... e por nome», Diário de Notícias, 20.12.2012, p. 23).

     Ficamos assim a conhecer o nome comum, em português, do Muntiacus muntjak reevesi. Ficamos também a saber que no Diário de Notícias não sabem aplicar as regras do Acordo Ortográfico de 1990, que tão pressurosamente adoptaram. Nas palavras compostas que designam espécies botânicas e zoológicas, ligadas ou não por preposição ou outro elemento, usa-se o hífen. Logo, veado-lavrador. E, a propósito, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora ainda não regista «feijão-mungo». Não estão a conseguir dar vazão às sugestões...

 

[Texto 2446]

 

Helder Guégués às 06:56 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: