21
Mar 13

Como se escreve nos jornais

O culminar

 

 

      «Falhas só mesmo as palavras que o jogo [Apalavrados] não reconhece e que se espera que o concurso de TV admita. “Não assume interjeições e há expressões que aceita e não sei bem porquê. Nesse aspeto não é perfeito”, colmata a jornalista [Rita Marrafa de Carvalho]» («Da Internet à televisão: acorrentados às palavras», Ana Filipe Silveira, Diário de Notícias, 20.03.2013, p. 51).

      Se a primeira jornalista, a entrevistada, errou ao dizer que o jogo «não assume interjeições», a segunda, a entrevistadora, não acertou quando confundiu «colmatar» com «rematar».

 

[Texto 2698]

Helder Guégués às 07:59 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:
21
Mar 13

Sobre o verbo «explodir»

Quão moderno?

 

 

      «Quinze minutos antes, aparentemente os mesmos dois assaltantes chegaram de moto à estação de serviço da Galp na Estrada da Torre, em Cascais, e explodiram com a ATM» («Explodiram ATM e fugiram de moto», R. C., Diário de Notícias, 20.03.2013, p. 26).

      Embora haja dicionários, e não são poucos, a dizerem o contrário, para mim o verbo «explodir» é apenas intransitivo, pelo que diria «fizeram explodir a ATM». (Anota Rebelo Gonçalves no seu Vocabulário da Língua Portuguesa: «Inexacta a forma explosir, empregada por Camilo.» Mas explosir é de etimologia popular, e alguns estudiosos da língua não condenaram o seu uso. Agora, porém, nada disto interessa, porque já ninguém conhece esta variante.)

 

[Texto 2697]

Helder Guégués às 07:45 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: