23
Abr 13

«Tratar-se de»

Estão doentes

 

 

      Do comunicado do Governo sobre os contratos swap: «Obtidos os resultados dessa análise, concluiu-se que vários destes contratos têm características problemáticas por não se tratarem de meros instrumentos de cobertura de risco e incorporarem estruturas altamente especulativas» (in Jornal de Tarde, 23.04.2013).

      Eu não me sinto nada bem, mas o País não está melhor. Quando é que entra na cabecinha destes semianalfabetos que a construção tratar-se de é impessoal, pelo que apenas se conjuga na terceira pessoa do singular?

 

[Texto 2775]

Helder Guégués às 20:33 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
23
Abr 13

Sobre «inválido»

Deficiente, doente...

 

 

      «Silvano Toniolo, de 80 anos, ex-enfemeiro, foi despejado há oito meses do seu apartamento em Turim e, desde então, vive nos comboios de Itália. Não os que estão parados. Os que estão em movimento. Para isso, usa um passe de inválido, que permite viajar gratuitamente» («Italiano de 80 anos vive em comboios», Diário de Notícias, 23.04.2013, p. 24).

      Que significa exactamente «inválido»? Os dicionários dizem que é o que não pode levar uma vida activa; enfermo. Mas, com 80 anos, se não se é doente, talvez não possa levar-se uma vida activa. A palavra há-de ter vindo da língua de origem, é o habitual. «Lui, infatti, ha la tessera per viaggiare gratis da quando un ictus lo ha reso parzialmente invalido.»

 

[Texto 2774]

Helder Guégués às 14:24 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: