04
Jun 13

«Tendem a haver»!

Mais um erro, e dos piores

 

 

      «Reconhece, porém, que nos cancros em que está presente o HPV [sigla inglesa de vírus do papiloma humano] tendem a haver melhores reações ao tratamento» («Tabaco e álcool superam sexo oral no risco de cancro», Diana Mendes, Diário de Notícias, 4.06.2013, p. 16).

      A jornalista refere-se sempre ao papilomavírus humano, nunca a vírus do papiloma humano, cuja sigla portuguesa, que é a que interessa, é VPH. Muito mais grave, não é ocioso recordá-lo, é o «tendem a haver», imperdoável num texto de um jornalista.

 

[Texto 2926]

Helder Guégués às 22:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

«Comercializável/comerciável»

Não me parecem sinónimos

 

 

      «[João Machado, presidente da CAP, Confederação dos Agricultores de Portugal] Nega que em Portugal se esteja a destruir os produtos não comerciáveis ou que haja uma retaliação por a UE passar a dar aos agricultores metade do subsídio pelos excedentes que doam à solidariedade. [...] Aquele é um programa comunitário que apoia os produtores que entreguem às instituições os bens de baixo calibre (não comerciáveis)» («Agricultores dão fruta a pequenas instituições», Céu Neves, Diário de Notícias, 4.06.2013, p. 17).

      «Comerciável» e «comercializável» são mesmo sinónimos? Comerciar é exercer o comércio, ter comércio; comercializar é fazer entrar no circuito comercial, pôr à venda.

 

[Texto 2925]

Helder Guégués às 22:00 | comentar | favorito
Etiquetas:

«Austeritário»

Não era preciso

 

 

      «À partida, parece que nada mudou na minha vida com a chegada da crise e das medidas austeritárias que estão a asfixiar os portugueses» («Agora, o supermercado vai lá a casa», Graça Henriques, Diário de Notícias, 4.06.2013, p. 6).

      Já tínhamos visto aqui, recentemente, «antiausteritário»; agora, como era previsível, é «austeritário» que nos aparece. Neologismo necessário ou invencionice descabelada?

 

[Texto 2924]

Helder Guégués às 21:54 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

«Evacuação de casas»

Está melhor 

 

 

      «A Áustria também não escapou às chuvas torrenciais[,] que provocaram um morto e forçaram à evacuação de centenas de casas» («Cheias forçam milhares a deixar as suas casas», Helena Tecedeiro, Diário de Notícias, 4.06.2013, p. 25).

      Sobre o verbo «evacuar», lê-se no livro de estilo do Estado de S. Paulo: «Use o verbo apenas no sentido fisiológico: evacuar sangue. Nos demais, prefira desocupar, esvaziar, retirar de, sair de, deixar livre

 

[Texto 2923]

Helder Guégués às 21:52 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
04
Jun 13

«Ecaterimburgo»

Só por isso

 

 

      «Vladimir Putin, Presidente da Rússia, veste a partir de hoje o fato de anfitrião e vai até à cidade de Ecaterimburgo, a 1800 quilómetros a Leste de Moscovo, receber os mais altos líderes da União Europeia: o presidente da Comissão, Durão Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy» («Rússia recebe União Europeia com Síria em fundo», R. S. F., Diário de Notícias, 3.06.2013, p. 26).

      Muito amarelado para servir de exemplo, é verdade, mas tem ali o topónimo aportuguesado, Ecaterimburgo, que merece seguido (como dizem os Brasileiros e, de vez em vez, Montexto).

 

[Texto 2922]

Helder Guégués às 09:59 | comentar | ver comentários (5) | favorito
Etiquetas: