30
Jul 13

Sobre «senador», de novo

Com frequência

 

 

      «Ouvir o novo ministro [Rui Machete] classificar as perguntas mais do que legítimas que lhe eram feitas sobre o BPN — perguntas banalíssimas em qualquer país que conheça o significado do verbo “escrutinar” — como uma manifestação da “podridão dos hábitos políticos”, é daquelas atitudes que só mesmo um velho senador do Bloco Central dos interesses, a quem a democracia por vezes enfada, se lembraria de ter» («Machete kills», João Miguel Tavares, Público, 30.07.2013, p. 48).

      Com aspas ou sem aspas, a verdade é que se vai consolidando, de dia para dia, este sentido figurado do vocábulo «senador». Está capaz de ir para os dicionários.

 

  [Texto 3122]

Helder Guégués às 20:46 | comentar | favorito
Etiquetas:

Léxico: «rebém»

Bem e rebém

 

      Não me ficou muito no ouvido, mas retive de um anúncio qualquer coisa como «para que não sejas rebém, mas rebelde». Retive apenas, é claro, o que fugia ao trivial, rebém. Foi acolhido por Morais e por Houaiss (como advérbio: duas vezes bem; muito mais, bem mais), mas não, por exemplo, pelo moderno Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, em que figura somente como substantivo, o açoite com que se castigavam os forçados. No caso do anúncio, o prefixo juntou-se ao adjectivo bem no sentido de socialmente irrepreensível ou de classe social elevada. É pena que, em vez de enriquecidos, os dicionários sejam despojados destes vocábulos e acepções.

 

  [Texto 3121]

Helder Guégués às 11:26 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

Sufixos iniciados por z

Quarenta anos


      No primeiro semestre deste ano, foram criadas mais de 20 mil empresas em Portugal, o que representa uma subida de 18 % em relação ao mesmo período de 2012. Uma delas foi a Tales in Details (no rodapé da reportagem no Jornal da Tarde de ontem, lia-se «Tails in Details»), que produz sobretudo artigos para crianças. Mostraram uma almofada em que de um lado o Lobo Mau perguntava: «o que levas na cestinha?» Do outro lado, o Capuchinho Vermelho respondia: «levo bolos para a avózinha!» Assim, com minúsculas e o acento em «avozinha». Há quarenta anos, o artigo único do Decreto-Lei n.º 32/73, de 6 de Fevereiro, estatuía: «São eliminados da ortografia oficial portuguesa os acentos circunflexos e os acentos graves com que se assinalam as sílabas subtónicas dos vocábulos derivados com o sufixo mente e com os sufixos iniciados por z

 

  [Texto 3120]

Helder Guégués às 08:55 | comentar | favorito
Etiquetas:

Léxico: «tramo»

Pode ser

 

 

      O maquinista do acidente de Santiago de Compostela saiu em liberdade condicional. O repórter Manuel Meneses, da RTP, foi ouvir o cidadão comum nas ruas de Compostela. «Acho bem porque, além disso, li hoje no jornal que ele terá dito que julgava que estava noutro tramo da linha.» Em todas as outras ocorrências, foi o vocábulo «troço» que se usou, mas em português «tramo» também é a secção de uma estrada ou via férrea.

 

  [Texto 3119]

Helder Guégués às 08:27 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:
30
Jul 13

Como se fala na televisão

Este não é carnívoro

 

 

      Um pescador, Carlos Ambrósio, de Cascais capturou um tubarão-frade com meia tonelada. A baía de Cascais encheu-se de curiosos. Também eu teria ido lá ver, mas a essa hora estava a visitar o Palácio-Convento de Mafra, talvez a contemplar a cómoda-retrete ou o bacio de prata batida, com as armas reais, de D. João VI. Mais tarde, no Telejornal, a repórter Diana Palma Duarte disse: «Chegou à hora de almoço, mas não serve para consumo. Os banhos foram interrompidos pela grandeza da pescaria, mas não há razões a temer

      No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora é que ainda não se avista o tubarão-frade.

 

  [Texto 3118]

Helder Guégués às 08:07 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: