28
Fev 14

«Se la mataba a golpes»

Aqui, já a sono solto

 

      «As armas iniciais não permitem matar o animal solto. A caça ou era despenhamento ou era captura num alçapão, ou em redes e laços. Uma vez a peça feita prisioneira, matavam-na às pancadas» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 81).

      Se la mataba a golpes. O tradutor quis forçosamente que ao plural do castelhano correspondesse um plural em português. Mas dizemos nós acaso assim, «às pancadas»?

 

[Texto 4150]

Helder Guégués às 20:41 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas:

«Desde un principio»

Assim falava a velha Zefa

 

   «O homem desde um princípio é um animal muito dado a fazer armadilhas» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 81).

   Assim também falava a velha Zefa, uma espanhola com mais de sessenta anos de permanência em Portugal. (Quantas saudades!) Palavras portuguesas, tudo o resto puro castelhano. «El hombre desde un principio es un animal muy tramposo.» Nós também temos tramposos, mas são piores do que estes.

 

[Texto 4149]

Helder Guégués às 20:25 | comentar | favorito
Etiquetas:

«Algunos resultaban útiles»

Um pouco mais, e ficava igual

 

      «Estes fantásticos projectos de conduta eram insensatos e torpes. Mas, à força de ensaiar muitos, alguns resultavam úteis e ficavam fixados como aquisições prodigiosas» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 80).

   Reparem: «alguns resultavam úteis». É, como costuma dizer Montexto, castelhano com palavras portuguesas. «Algunos resultaban útiles». Nós não dizemos assim, e a culpa não é minha.

 

[Texto 4148]

Helder Guégués às 18:22 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:

«Anatomía de sus entresijos»

Frio, muito frio

 

      «Agora que já levamos um longo espaço de tempo a contemplar de dentro o facto da caça, que aprendemos a anatomia dos seus esconderijos, em suma, que temos desta realidade uma visão suficientemente saturada, podemos determinar que papel compete à razão na caça que o homem pratica» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 78).

      Se não tivermos o original à nossa frente, só podemos encolher os ombros. A «anatomia dos seus esconderijos»? Podia ser, mas não é. No original, «anatomía de sus entresijos». É em sentido figurado, pois claro, mas a palavra escolhida não pode estar completamente arredada, como não está em castelhano, da anatomia. A palavra portuguesa exactamente correspondente é «entrefolhos».

 

[Texto 4147]

Helder Guégués às 18:02 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas:

Posição dos clíticos

Em tudo

 

      «Substituída a peça pela sua imagem fotográfica, que é um fantasma, toda a arte venatória torna-se um espectro» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 74). «Sustituida la pieza por su imagen fotográfica, que es un fantasma, la venación entera se espectraliza.»

      Na tradução, na língua, tudo são pormenores e em tudo se tem de pensar. O ouvido, e mais o ouvido de um poeta, exige ali a próclise do pronome, é essa a tendência quando o sujeito da oração contém o numeral ambos ou um pronome indefinido como todo, tudo, alguém, outro, qualquer, etc.

 

[Texto 4146]

Helder Guégués às 07:40 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas:
28
Fev 14

Tradução: «arisco»

Não me parece nada bem

 

      «O que ele busca é ganhá-la ele, vencer com o seu próprio esforço e destreza o animal áspero [bruto arisco], com tudo o que se lhe junta depois: a imersão na campina, a salubridade do exercício, a distracção do seu trabalho, etc.» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 76).

  Eis aqui um claríssimo exemplo de uma desnecessária e mesmo contraproducente fuga à letra do original. Também temos, e é imediatamente mais compreensível no contexto, «arisco». E «con todos los aditamentos que esto lleva a la zaga» foi pobremente traduzido por «com tudo o que se lhe junta depois». A tão expressiva locução a la zaga exigia aqui um equivalente igualmente expressivo.

 

[Texto 4145]

Helder Guégués às 06:46 | comentar | ver comentários (5) | favorito
Etiquetas: