As hesitações do original

Fiel a que ponto

 

 

      «Dois dias depois do Natal, a embaixada telefonou. Tinham conseguido agendar uma reunião para Paul e Bill com o juiz de instrução [examining magistrate] Hosain Dadgar» (O Voo das Águias, Ken Follett. Tradução de Isabel Nunes e Helena Sobral. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2013, 3.ª ed., p. 40). «Poderia ser isso? Um promotor [prosecutor] ultraentusiasta a tentar impressionar os seus superiores, ou talvez os revolucionários, com a sua diligência antiamericana?» (idem, ibidem, p. 184). Claro — é mesmo claro? — que o tradutor tem de acompanhar estes caprichos do autor. A Sra. Nourbash (Mrs., na verdade, como os autores e tradutores nos impõem) ora aparece como tradutora ora como intérprete de Hosain Dadgar.

 

 [Texto 3958]

Helder Guégués às 09:57 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: