15
Mar 14

Ilhas Andamão

É esse o problema

 

 

   «A Marinha indiana está também a organizar buscas em terra para norte, leste e sul das ilhas Andamão e Nicobar, arquipélagos que pertencem à Índia mas ficam a centenas de quilómetros do subcontinente indiano, e a sul da Birmânia» («Sinal de identificação do avião desaparecido foi desligado poucos minutos depois de estar no ar», Clara Barata, Público, 15.03.2014, p. 29).

      Ilhas Andamão, isso mesmo. Só é pena que dentro de dias, já amanhã, quem sabe, escrevam Andaman.

 

 [Texto 4224]

Helder Guégués às 11:11 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

Tradução: «warrant»

O mesmo

 

 

      «– Acabei de lhe dizer onde pode encontrá-las! Alguma vez me enganei? Eu disse-lhe que havia uma merda de um testamento e aí está o cabrão – disse Strike[,] espetando o dedo na bolsa de plástico. – Arranje um mandato de busca» (Quando o Cuco Chama, Robert Galbraith. Tradução de Ana Saldanha, Maria Georgina Segurado e Rita Figueiredo. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2013, 2.ª ed., p. 459). «– Tome – disse ele, empurrando para o outro lado da mesa um pedaço de papel rasgado em que escrevera vários números com seis dígitos. – Experimente estes primeiro. E agora arranje uma merda de um mandato» (idem, ibidem, p. 460).

      Não é tanto, ou não é apenas, um problema de tradução: não sabem é distinguir os termos portugueses «mandato» e «mandado». É um dos erros mais comuns nas traduções.

 

[Texto 4223] 

Helder Guégués às 09:54 | comentar | favorito
15
Mar 14

Tradução: «meter»

Para a 3.ª edição

 

 

      «Não quisera começar a mexer na perna no táxi, que estava agora à sua espera à beira da estrada, lá fora. O parquímetro devorava rapidamente o adiantamento que Bristow lhe dera, e sabia que não veria mais nenhuma prestação já que naquele dia resultaria numa detenção, se ao menos Wardle se levantasse» (Quando o Cuco Chama, Robert Galbraith. Tradução de Ana Saldanha, Maria Georgina Segurado e Rita Figueiredo. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2013, 2.ª ed., p. 459).

      Eu sei: meter, que é o que está no original, pode ser muitas coisas. Mas não neste contexto, em que é claríssimo: é o taxímetro. Só pode ser falta de atenção. Óbvio é também que «if only Wardle would rouse himself» está mal traduzido: «se ao menos Wardle acordasse».

 

[Texto 4222]

Helder Guégués às 09:34 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: