19
Mar 14

Plural de «fénix»

Curioso

 

 

      «Os guerreiros, os dragões, as fénix...» Alto! Sim, também é possível, mas prefiro assim: «Nos altares laterais, os retábulos são de pórtico de volta redonda, de molduras reentrantes formadas por colunas pseudo-salomónicas torsas, decoradas com pâmpanos e fénices e coroadas por capitéis de inspiração coríntia» (Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, vol. 2, Maria João Madeira Rodrigues. Lisboa: Junta Distrital de Lisboa, 1975, p. 123). Há quem defenda que não varia no plural (fénix/fénix); há quem lhe atribua só o plural «fénices» e, finalmente, há quem admita ambos os plurais (fénix/fénix e fénices). Ou seja, ninguém erra, se acreditarmos que todos têm razão. Morais afirma que fénix não varia.

 

[Texto 4242]

Helder Guégués às 21:56 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
19
Mar 14

Léxico: «amanhador»

Se eu deixasse

 

 

      Não sabia que em certas regiões do País aos endireitas se dá o nome de amanhadores. Amanham os ossos. Foi por esta reportagem da RTP, que passou ontem, sobre o endireita Ferreirinha, de Odemira, que o fiquei a saber. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não o regista.

    Eu bem sei que, embora também a eles recorram, muitos iluminados desprezam os conhecimentos dos endireitas. Hipócritas. Mas vá lá uma pessoa com um mau jeito nas costas, como já me aconteceu mais de uma vez, ao médico. Impingem-nos logo Voltaren, prescrevem uma ressonância magnética («suspeita de doença mielínica») e oferecem-se mesmo — tão generosos! — para nos operarem. «É simples, eu mesmo o operava se...» Se eu deixasse.

 

[Texto 4241] 

Helder Guégués às 06:55 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: