27
Jun 14

Repetições

Fazer bem demoraria o mesmo

 

 

      «A indústria de produção de armas na Caxemira indiana tem vindo a sofrer forte retração desde 1990, após a decisão do Governo de reduzir a quota de armas fabricadas por ano naquela zona. Atualmente existem, em Caxemira, apenas duas fábricas ainda em funcionamento, a fábrica Subhana e a Zaroo. Limitados por um limite anual que ronda as 400 armas, os trabalhadores e as fábricas encontram-se em risco de fechar. Muitos armeiros acabaram mesmo por desistir da sua carreira, não conseguindo sobreviver com as regras impostas pelo Governo» («Fabrico de armas», Diário de Notícias, 26.06.2014, p. 6).

 

[Texto 4769]

Helder Guégués às 20:42 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
27
Jun 14

Léxico: «pruína»

Geada

 

 

      «Sempre que eu toco na fruta [neste caso, mirtilo], eu estou a imprimir impressões digitais e estou a retirar pruína, que é esta camada cerosa que podem ver na fruta. Quanto mais tocar, mais a pruína desaparece. E ao retirarmos a pruína, estamos a retirar poder de conservação à fruta» (Sílvia Lemos, da Associação para os Produtores de Pequenos Frutos e Inovação [AGIM], in Jornal da Tarde, 26.06.2014).

      Exactamente: pruína ou polvilho (bloom, para a legião de anglófonos que nos segue). Em castelhano e em italiano também se diz pruina. Vem do vocábulo latino prŭīna, que significa «geada». 

 

[Texto 4768]

Helder Guégués às 11:07 | comentar | favorito
Etiquetas: ,