08
Set 14

Léxico: «recorribilidade»

Distracções

 

 

       «O problema, neste caso, é saber quem tem competência. “Foi razoável o entendimento de que a decisão do Governo Civil era recorrível para os tribunais”, afirmou, explicando: “A recorribilidade do acto permitiu ao Governo e aos manifestantes salvarem a face. Sendo este um Estado de direito e sendo o juiz um garante das liberdades, qualquer que seja a decisão, está a acatar-se uma ordem dos tribunais”» («Constitucionalistas divergem quanto ao direito à manifestação», Isabel Braga, Público, 14.09.2005, p. 12).

      Ah, sim, muito perspicazes: a notícia é de 2005. O que interessa, porém, é isto: só depois de eu o sugerir é que o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora passou a acolher o vocábulo «recorribilidade», embora já registasse o termo «irrecorribilidade».

 

[Texto 5020]

Helder Guégués às 22:12 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:

Parênteses e colchetes

Percebo, mas não

 

 

      Estava assim: «As nomeações para os diferentes cargos e promoções são propostas pelo PGE e decididas pelo Governo (artigos 13, II a) e b); 35.1 e 36.1 do EOMF).» Algum aprendiz de feiticeiro alterou assim: «As nomeações para os diferentes cargos e promoções são propostas pelo PGE e decididas pelo Governo (artigos 13, II a] e b]; 35.1 e 36.1 do EOMF).» Quase não se nota, não é? Mas não deixa de ser patetice.

 

[Texto 5019]

Helder Guégués às 17:54 | comentar | favorito
Etiquetas:

Ortografia: «quadruplicar»

Quase acertava, caramba!

 

 

      «Batida pela Samsung no terreno dos smartphones, que em quatro anos quadriplicou a sua quota de mercado para 31% (a Apple recuou para 15%), a companhia californiana foi acusada de não ter sabido responder aos novos modelos sul-coreanos, com grandes ecrãs. Amanhã, tudo indica, a Apple poderá colocar-se à frente neste segmento, com o iPhone 6 de 5,5 polegadas, algo que o aproxima de um phablet» («Apple dá indicações de que já concluiu a travessia do deserto», José Manuel Rocha, Público, 8.09.2014, p. 20).

 

[Texto 5018]

Helder Guégués às 11:15 | comentar | favorito
Etiquetas:
08
Set 14

Sobre «louva-a-deus»

O nome da bicharada

 

      À beira da piscina, apareceu uma Mantis religiosa, e a inglesa Dominic não teve dúvidas: é um grasshopper. Na serra da Cabeça Gorda, onde fomos ver como o vizinho anda a corroer o nosso lado da barroca na vinha, apareceu outra Mantis religiosa, e a tia Helena também não teve dúvidas: é uma santa-teresa. A inglesa não soube identificar o insecto, e louva-a-deus é praying mantis em inglês. A tia Helena bandeou-se para o inimigo, pois em castelhano é que se diz santateresa. (E, para demonstrar a motivação mágico-religiosa de muitos destes nomes, em catalão é pregadéu e em francês prie-dieu.)

 

[Texto 5017]

Helder Guégués às 10:56 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: