10
Jan 15

«Postela/bostela»

Está explicado

 

      O autor usa a palavra postela. Ora, os dicionários que consultei, e entre eles o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, só registam bostela. Percebe-se logo, é claro, que se trata de um diminutivo já no latim, à semelhança de muitos outros que herdámos. «Bostela» é a crosta com ferida, pústula; em sentido figurado, mau hábito. Étimo? Pustella, por pustŭla. Consultamos o dicionário da Real Academia Galega, e sobre «postela» lê-se: «Forma máis recomendable: bostela».

 

[Texto 5438]

Helder Guégués às 15:22 | comentar | favorito
10
Jan 15

Tradução: «hublot»

Mais especificamente

 

      «Na sala conhecida como le hublot (a janela), faz-se agora “o jornal dos sobreviventes”, reunidos em torno de uma grande mesa. Pediram autorização para fumar nas instalações. Emocionado, o subdirector do Libération, Johan Hufnagel, confirmou ao diário gratuito francês 20 Minutes: “Demo-la.”» («A próxima edição do “jornal dos sobreviventes” já está a ser feita», Joana Amaral Cardoso, Público, 10.01.2015, p. 9).

      Janela, mas não qualquer janela: em sentido próprio, hublot é a vigia nos navios; em sentido figurado, qualquer postigo ou vigia.

 

[Texto 5437]

Helder Guégués às 15:21 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: