04
Fev 15

Não é de agora

Desculpas antigas

 

      «Haverei de regressar a esta questão», garante o autor. Deixá-lo. Quem sabe se não é um desses que afirmam que a língua portuguesa não é suficientemente rica e maleável? Já D. António Pinheiro, pregador de D. João III, increpava os que «por desculparem sua negligencia, culpam a pobreza da lingoa». A propósito de outra coisa, Fernão Lopes acreditava «que esto deçia na semente, no tempo da geeraçom», e isto pode ser o cuidado com a língua.

 

[Texto 5526]

Helder Guégués às 23:13 | comentar | ver comentários (3) | favorito
Etiquetas: ,

Vai sempre mudando, a ortografia

Muçulmano.jpg

 Já foi assim (e este foi publicado em 1974).

Helder Guégués às 21:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas:
04
Fev 15

Ortografia: «queratómetro»

Em crioulo?

 

      «O Teleye consiste numa ferramenta que agrega os seis equipamentos oftalmológicos mais fundamentais para exames: lâmpada de fenda, retinógrafo, auto-refractómetro/keratómetro, tonómetro e câmara de alta definição. As imagens obtidas em São Tomé são transmitidas para o portátil do médico como se estivesse a ver presencialmente. O equipamento foi desenvolvido com a PT Inovação e co-financiado pela Cooperação Portuguesa, com o apoio da Direcção-Geral da Saúde, da Fundação Calouste Gulbenkian e da Casa Cotta» («Portugal lança plataforma inovadora em São Tomé para fazer exames de oftalmologia à distância», Romana Borja-Santos, Público, 4.02.2015, p. 10).

    Lá porque tudo se passa em São Tomé, cara Romana Borja-Santos, não é motivo para crioulizar a ortografia. É queratómetro.

 

[Texto 5525]

Helder Guégués às 21:35 | comentar | favorito
Etiquetas: ,