16
Mar 15

Sobre «nostalgia»

Também da Grécia

 

      «Durante os ensaios de Nostos — em grego, significa “retorno a casa”, e é também a raiz da palavra “nostalgia” — o coreógrafo André Mesquita, de 35 anos, pediu aos cinco bailarinos que recordassem momentos marcantes do seu passado» («Com as mãos na massa da dança pura», Luísa Roubaud, Público, 16.03.2015, p. 25).

      É verdade: νόστος (nóstos, «regresso») e ἄλγος (álgos, «dor física ou moral»). O vocábulo «nostalgia» foi cunhado pelo médico suíço Johannes Hofer, no fim do século XVII.

 

[Texto 5661]

Helder Guégués às 23:23 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
16
Mar 15

Léxico: «jambé»

Ficamos com ela

 

      «Tocava flauta e jambé.» Os nossos dicionários não registam o termo. Nem, na verdade, com a grafia mais comum, djembê, ou qualquer outra. Vamos à Baixa de Lisboa, e podemos ver alguém a ganhar a vida a tocar este instrumento musical, mas falta a palavra nos dicionários. Pelo menos no português actual, a sequência dj é-nos estranha. Há vocábulos nos nossos dicionários que a contêm, é verdade, mas são termos do mandinga, do ronga ou crioulos, como djamba, djambureré, djico, etc. De qualquer maneira, como uma das variantes é jembe, parece-me bem aportuguesar-se para jambé.

 

[Texto 5660]

Helder Guégués às 13:23 | comentar | favorito