«Senão/se não»

É só escolher

 

    «A direita da coligação (a única que existe) nunca aceitará um conúbio, que dividirá o PSD e que talvez torne o CDS numa força considerável, se não decisiva» («Pelo deserto», Vasco Pulido Valente, Público, 28.06.2015, p. 56).

    Se não quer aprender com os indígenas portugueses, tem de aprender com os indígenas brasileiros: «Outro fator influente, senão decisivo, no curso da atual situação dos Estados Unidos é o relacionamento com a sucessão presidencial» (O Parlamento Necessário, Vol. 2, José Sarney. Rio de Janeiro: Ed. Artenova, 1982, p. 54).

 

[Texto 6003]

Helder Guégués às 10:15 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas: