Sobre «sinalizar»

Não nos aborreçam

 

 

      «Dos 1808 alunos sinalizados (quase 10% do total) no ano passado — por faltas às aulas, mau aproveitamento escolar, violência física e verbal ou comportamentos agressivos —, 782 casos foram raparigas adolescentes e pré-adolescentes» («Escolas de risco com 43% de raparigas problemáticas», Filipa Ambrósio de Sousa, Diário de Notícias, 27.05.2011, p. 18).

      É vocábulo da gíria dos técnicos de serviço social, que caiu no goto dos jornalistas, que há meia dúzia de anos gostavam mais do verbo «referenciar». Só um conselho: diversifiquem (conselho que, no âmbito dos investimentos, também lhes dariam George Soros e Warren Buffett), usem outras palavras, outras construções.

 

[Texto 78]

 

Helder Guégués às 08:13 | favorito
Etiquetas: