Tradução: «retraction»

Retraction Watch

 

      «A 27 de Janeiro, Sónia Melo assumiu a duplicação de imagens, numa “notícia de retracção” publicada na mesma revista científica. Contactada pelo PÚBLICO, a cientista, actualmente a trabalhar no novo instituto I3S, no Porto, não quis pronunciar-se sobre a situação. […] Em todos eles, há imagens que, tal como no artigo de que a investigadora já se retractou, parecem ter sido duplicadas ou manipuladas» («Cientista portuguesa retira artigo por suspeita de manipulação de imagens», Samuel Silva, Público, 3.03.2016, p. 28).

      Já aqui tínhamos visto esta questão e fui muito complacente, ou, pelo menos, quis encontrar uma explicação um pouco rebuscada. Claro que temos a palavra «retracção», ainda que nem o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora nem o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa a registem. O que hoje me parece inequívoco — até porque, no mesmo artigo, temos o verbo retractar-se — é que estamos perante um erro de tradução, pois ao inglês retraction corresponde, neste caso, retractação e não retracção.

      E pronto, do meu lado, fica a questão arrumada. Agora só falta que alguém diga a Samuel Silva (da outra vez, foi Ana Gerschenfeld) que está errado. Não precisa de se retractar — mas apenas não voltar a cair no erro.

 

[Texto 6659]

Helder Guégués às 17:26 | comentar | favorito
Etiquetas: ,