Um hazara, dois hazaras...

Hazara o dela

 

      «Muitos dos afegãos que chegam à Europa são hazara — uma minoria étnica xiita, de origem persa mas com traços asiáticos, que historicamente tem sido discriminada e chamada “mongol”» («Afegãos vêm pedir ajuda, mas a UE fecha os olhos», Clara Barata, Público, 7.03.2016, p. 6).

   Clara Barata, isso é tão incorrecto como dizer, por exemplo, «os jornalistas são parvo». Que tristeza! Nuno Pacheco, isto não é tratar bem a língua.

   «Chamavam-lhe “nariz achatado” por causa das feições mongóis típicas dos hazaras de Ali e Hassan. Durante anos isso era tudo o que eu sabia sobre os hazaras, que descendiam dos mongóis e que se pareciam com os chineses» (O Menino de Cabul, Khaled Hosseini. Tradução de Sofia Gomes. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2013, p. 18).

 

[Texto 6670]

Helder Guégués às 17:45 | comentar | favorito
Etiquetas: ,