Sobre «pagode»

Ninguém sabe porquê

 

      «A palavra portuguesa “pagode”, que foi adoptada noutras línguas, é um nome genérico para templo asiático, especialmente do budismo e do bramanismo. “Pagode” é também sinónimo de “pândega”, mas o mais relevante é mesmo ter-se tornado símbolo global do Oriente e do exotismo» («A porcelana chinesa feita há séculos para Portugal está de volta a casa», Isabel Salema, Público, 11.03.2016, p. 32).

   É verdade, e já Sebastião Dalgado (1855-1922) estranhava que o termo tivesse estas duas acepções, tão contraditórias, à primeira vista, entre si.

 

[Texto 6678]

Helder Guégués às 23:47 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: