30
Abr 16

Montéquios e Capuletos

Ainda há quem saiba

 

      Romeu e Julieta. «É uma guerra entre duas famílias de luto. Frente a frente, Montéquios e Capuletos» («“Romeu e Julieta” de novo em cena combina teatro e dança», Diogo Louçã Rodrigues, Telejornal/RTP1, 29.04.2016). Pois claro, Montéquios e Capuletos. Mas, com gramáticas que dizem o contrário e as desajudas de quem devia saber mais, será difícil.

      «A este amor, que os acontecimentos — comandados por uma guerra de famílias: Albuquerques e Botelhos, um pouco à semelhança de Horácios e Coriácios e de Montéquios e Capuletos —, depressa conduziram para o caminho de uma irremediável paixão» (O Pé Esquerdo, João Miguel Fernandes Jorge. Lisboa: Relógio D’Água, 1998, p. 121).

 

[Texto 6779]

Helder Guégués às 22:04 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
30
Abr 16

Tradução: «jarret de bœuf»

Muitas perguntas

 

      A mulher levava, escondido, um jarret de bœuf. Como se traduz, como não se traduz, ficou «jarrete de vaca». Será mesmo? Sempre ouvi dizer pernil ou chambão de vaca. E até — de que não há rasto nos dicionários — nispo. Serão todos sinónimos? Precisava agora dos conhecimentos de um talhante. E raidir le jarret não é «esticar o pernil»? No entanto, à displasia coxofemoral dos cães dá-se o nome de... jarrete de vaca.

 

[Texto 6778]

Helder Guégués às 19:21 | comentar | ver comentários (4) | favorito
Etiquetas: ,