23
Mai 16

Tradução: «choux aigres»

Não tão mau

 

      Entrou no prédio e logo o cheiro a soupe aux choux aigres o invadiu como uma onda. «Sopa de couves azedas», verte o tradutor. Ah, mas o prédio é na terra de Putin, assim que o que parecia mau talvez não o seja. A couve ácida é típica da gastronomia russa. Não sei se é o mesmo que o alemão Sauerkraut, chucrute, mas tem semelhanças.

      «La soupe, faite de ces choux aigres, joue un grand rôle, parait-il, mais quelle soupe!» (Voyage Agricole en Russie, L. De Fontenay. Paris: Auguste Goin, Éditeur, 1870, p. 138).

 

[Texto 6829]

Helder Guégués às 16:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,
23
Mai 16

Tradução: «en douce»

Discretamente

 

      O livreiro prometeu reservar-lhe o livro, proibidíssimo, «en douce». «Prometera reservar-lho “às escondidas”», verte o tradutor. Creio, porém, que o registo é outro, e por isso também devíamos lançar mão de uma expressão idiomática. Pela calada, por exemplo. Ou por baixo do pano. Como é uma loja, por baixo do balcão. Que acham?

 

[Texto 6828]

Helder Guégués às 15:20 | comentar | ver comentários (2) | favorito